Meninos Gordos: contar uma história através da faiança

Publicado em Notícias
Ler 5442 vezes
convite_vila_real.jpgInaugura-se no próximo dia 17 de Março, pelas 16.30h, no MANVR a exposição ”Meninos Gordos: contar uma história através da faiança”. Concebida a pensar nos mais novos, esta exposição reconstitui, de forma didáctica, a viagem de dois meninos, Ana e Mateus, entre o Norte de Itália e o Norte de Portugal, ao longo de dois anos (entre 1840 e 1842). Por onde passaram, estes meninos causaram espanto e deram “origem a várias peças de faiança inspiradas na sua história: pratos, canecas e paliteiros, feitos por fábricas de cerâmica nortenhas", hoje peças raras de colecção que fixaram para sempre a passagem dos meninos por Portugal.

E por que causaram tanto espanto estes meninos?


Quando estiveram em Portugal, em 1842, Mateus tinha 11 anos e Ana 9. O menino pesava 201 quilos, a menina um pouco menos – 129 quilos. Eram acompanhados pela sua mãe e por alguns empresários de ocasião, e viajaram pela Europa em exibição, como atracções de feira e de circo. Esta era, de resto, uma prática comum na Europa e na América, e que chegou ainda até meados do séc. XX.
Ana e Mateus são os Meninos Gordos da exposição homónima, organizada pelo Instituto Português de Museus, em colaboração com as autarquias de Barcelos e de Esposende. A realização desta exposição em Vila Real resulta da colaboração entre a Câmara Municipal de Vila Real e a Delegação Regional da Cultura do Norte.

No mesmo dia, e incluída no acto de inauguração da exposição, terá lugar uma conferência intitulada “Meninos Gordos: faiança portuguesa”, proferida por Isabel Maria Fernandes, directora do Museu de Alberto Sampaio (Guimarães), autora de duas obras relativas a esta fascinante história e à relação da mesma com a faiança.
A exposição ficará patente até o próximo dia 11 de Maio. Até lá, visite-a com os seus filhos, sobrinhos, netos, amigos…
Classifique este item
(0 votos)